quarta-feira, 28 de março de 2012

La Bombonera - jogo do Boca

No começo do mês estávamos lá em Buenos Aires.. comendo chorizo, bebendo Quilmes.. e acabou dando certo de irmos num jogo no  estádio do Boca, La Bombonera.

Conhecemos o Glen, um australiano que mora em Buenos Aires, trabalha num hostel, e é extremamente fanático pelo Boca, viaja pra tudo qualquer lado pra ver o time jogar.. e foi ele que conseguiu ingressos pra gente. O Boca tem quase 80 mil sócios, só que no estádio deles cabem apenas 50 mil pessoas, sendo que os sócios tem sempre preferencia nas compras, aí já viu a dificuldade de conseguir ingressos né...

No dia do jogo o primo do Glen, um taxista americano, veio nos buscar. Isso isso mesmo, um taxista americano em Buenos Aires! haha. Maravilha, o cara era bem gente boa, nos deixou perto do estádio, combinando um lugar pra nos pegar na volta e nos avisando que assim como no Brasil, na Argentina é proibida a venda de cerveja em jogos, com um agravante, é proibido também nas redondezas do estádio em dias de jogo. Poutz, beleza, era  cedo ainda, paramos num barzinho pra pedir uma Coca.. fazer o quê, né? Começamos a ver que todo mundo saia de dentro do balcão com um copinho de isopor.. ahhh, era vendida cerveja no boteco! Só que daquele jeitinho brasileiro, ou melhor, argentino! Haha, da-lhe Quilmes! Na hora de entrar no estádio foi um sufoco danado, estávamos com ingressos de diferentes sessões! Por muita sorte conseguimos troca-los na mesma hora com um funcionário do estádio e fomos pro jogo. Ufa!!

Lá dentro é uma coisa de louco, a torcida não pára! Jogo de Libertadores, estádio absolutamente lotado, Boca Juniors X Fluminense.  Ficamos lá torcendo pro Boca. Apesar de ser corintiano/tubarão, nada contra o Flu, que fez um baita dum jogo ganhando de 2 x 1, mas estávamos no meio da torcida do Boca, né?! 
Pé-frios! haha

Na saída lá estava o taxista americano. Voltamos conversando sobre futebol. Disse que como torcedor do Independiente, adorou a vitória do Fluminense, que ninguém mais aguenta o Maradona e que achava o Neymar um ótimo jogador, mas mas que ele podia cortar o cabelo... Oh well, that was a good night! :)

2 comentários:

  1. Isso tudo sem contar a aventura à parte de achar uma camiseta do Boca pra você ir à caráter no jogo.

    ResponderExcluir