segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Novo do Social Distortion

O mais novo disco do Social Distortion, "Hard Times and Nursery Rhymes", deve sair mesmo em janeiro agora..  e vem com a responsabilidade de ser tão bom quanto o aclamado disco antecessor, "Sex, Love & Rock N Roll" de 2006. Segundo o próprio Mike Ness o disco traz as influencias já conhecidas dos outros discos da banda, com momentos Stones, Hank Williams, Johnny Thunders e Ramones. Existem já algumas músicas na net desse disco, já que o Social Distortion vem tocando algumas delas ao vivo, mas a qualidade não é muito boa.. me lembro de "Still Alive", uma das novas, no show que eles fizeram em Curitiba em abril desse ano. O CD sai dia 18 de janeiro pela Epitaph records, mas o primeiro single "Machine Gun Blues" deve sair já no dia 16 de novembro pra download. Bom,  assim que estiver disponível eu colo o link aqui ... 
Ah, aqui tem um vídeo com o nosso glorioso Supla(!) entrevistando o Mike Ness ainda no começo do ano, quando as gravações do disco ainda estavam começando...


Atualização: "Machine Gun Blues" em streaming
 Social Distortion by Oedipus 

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Bad Religion box

Logo depois de por na praça o bom, mas previsível, novo álbum do Bad Religion, "The Dissent of Man", a Epitaph Records tá lançando uma caixa com todos os discos de estúdio do grupo, numa comemoração aos 30 anos dessa grande banda de punk rock. A caixa sai por 200 dollares em vinis vermelhos  numa prensagem de apenas 3.000 unidades... Nice!:)
"How Could Hell Be Any Worse?" (1981), "Into the Unknown" (1983), "Suffer"(1988), "No Control"(1989), "Against the Grain"(1990), "Generator"(1992), "Recipe For Hate"(1993), "Stranger Than Fiction"(1994), "The Gray Race"(1996), "No Substance"(1998), "New America"(2000), "The Process of Belief"(2002), "The Empire Strikes First"(2004), "New Maps of Hell"(2007) e o já citado "The Dissent of Man" (2010).
Semana passada a banda fez um pocket show no programa Interface do site spinner.com tocando alguns clássicos da sua trajetoria. Uma delas é "American Jesus", música do disco "Recipe for Hate". Take a look!:)

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Céu de Origamis

A dica de hoje é o livro Céu de Origamis. O grande escritor Garcia-Roza, ex-professor de psicologia e filosofia da UFRJ, autor de muitos livros na área acadêmica estreou na literatura policial apenas em 1996, aos 60 anos. Seu romance de estréia, O Silêncio da Chuva, recebeu os prêmios Nestlé e Jabuti em 1997.
Agora com esse já são 9 livros lançados do gênero, quase todos com o seu mais ilustre personagem, o delegado Espinosa. Sempre com histórias num clima bem noir, aos arredores de Copacabana, com personagens obscuros e assassinatos intrigantes... 
Bom, achei uma espécie de trailer do livro.. aqui está:)

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Fabulous Bandits tour

Pra quem ainda não tá sabendo, outubro agora tem a tão falada tour da galera do Fabulous Bandits, que vai passar por 5 estados do Brasil. O hillbilly vai comer solto por aí, e não vão faltar músicas do primeiro disco, novas, e as já conhecidas versões hillbilly para alguns clássicos do rock. Como se não bastasse, eles ainda dividirão os palcos dessa turnê com os ases da surf music no Brasil, o Dead Rocks, que já têm uma grande bagagem, com discos e turnês pela Europa.  A tour tem o apoio da MTV, que rodará vinhetas em sua programação e notícias em seu portal, www.mtv.com.br/deadbanditstour
É isso aí, os Bandidos representando bem Londrina... 




Devem ser adicionadas mais datas, por enquanto são essas:
08/10 Florianópolis SC - Vecchio Giorgio
09/10 Itajaí SC - Big Pub Snooker Music Bar
10/10 Londrina PR - Auditório Sesc
14/10 Bragança Paulista SP - Acervo Tuzzi
15/10 São Paulo SP - Inferno Club
16/10 Rio de Janeiro RJ - RioBilly Festival   
17/10 Araraquara SP - Sesc
21/10 Campinas SP - Bar do Zé 
22/10 Ribeirão Preto SP - Grozelha Fuzz
23/10 Rio Claro SP - D'Vinci
24/10 São Carlos SP - Teatro Arena
30/10 Goiânia GO - Rock 'n' Gol 

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Ramones

Há exatos 6 anos atrás, devido a um câncer de próstata, morria Johnny Ramone. Um guitarrista que  com sua banda, os Ramones, influenciou meio mundo no rock. Aproveitando a deixa, vou falar um pouco dessa grande banda, que é uma das minhas favoritas... 

Em 1974 um grupo de rapazes do subúrbio de Nova Iorque se juntam e começam a fazer um som despretensioso, basicamente de 3 acordes, e assim resgatam o espírito rebelde do rock n roll há tempos perdido, com bandas cheias de virtuosismo em longos solos de guitarra. 

Começam a fazer apresentações no bar CBGB, por ser o único lugar que tinham na época pra tocar. Lugar que mais tarde ganharia fama por ser o berço também de outros grandes nomes da cena novaiorquina como Velvet Underground, Television e Blondie.

Em 1976 sai o primeiro disco, intitulado apenas como Ramones. Com o baixíssimo custo de um pouco mais de seis mil dólares, nascia ali o primeiro álbum descrito como punk, que ficaria na história com um dos discos mais influentes de todos os tempos. Músicas como "Blitzkrieg Bop" influenciariam milhares de bandas que vieram depois, como o Sex Pistols e The Clash, da cena punk inglesa de 1977, e muitas outras ao decorrer das décadas como U2, Nirvana, Pearl Jam, só pra citar algumas.

Em 1977 lançam outros dois grandes álbuns, Leave Home e Rocket to Russia. No ano seguinte sairia Road to Ruin, o primeiro sem Tommy, agora com Marky nas baquetas. Em 1979 a banda se junta com o renomado produtor Phil Spector pra lançar End of The Century. A idéia ali parecia ser dar uma nova cara a banda. Uma produção mais apurada e uma capa com os integrantes sem as típicas jaquetas de couro era uma tentativa da gravadora de ver a banda finalmente emplacar boas vendas. Fato que não aconteceu, apesar de ser também um ótimo disco.

Os Ramones continuaram lançando discos, não tão aclamados quanto os primeiros, até que em 1989 participam com a faixa título da trilha sonora de Pet Sematary (Cemitério Maldito aqui no Brasil), filme baseado no livro de Stephen King, grande fã da banda. Atingem aí o primeiro grande sucesso comercial. Logo após disso, Dee Dee abandona a banda e C.J. assume seu posto de baixista. Mesmo ausente, Dee Dee continua cedendo suas composições para a banda, como em Mondo Bizarro de 1992, que seria o disco mais vendido da banda, com uma divulgação intensa por parte da MTV no clipe de "Poison Heart"

Em 1995 com apenas Joey e Johnny da formação original lançam o último disco de estúdio, ¡Adios Amigos!. Um ano depois em Los Angeles fazem seu último show. O show teve a participação de membros de bandas famosas que sempre os viram como referência, como Motorhead, Pearl Jam, Soundgardens e Rancid. A apresentação acaba virando o disco ao vivo "We're Outta Here!", lançado no ano seguinte, em 1997. 


Em 2001 Joey Ramone morre em decorrência de um câncer linfático em Nova Iorque. Em 2002 Dee Dee é encontrado morto em sua casa em Hollywood, devido a uma overdose de heroína. Em 2004 foi a vez de Johnny em Los Angeles.

Os Ramones foram a maior banda punk de todos os tempos? Certamente. Até porque eles nunca aspiraram esse título, queriam na verdade ter um maior reconhecimento da mídia, mas por serem naturalmente tão punks não conseguiram tal status. Conseguiram sim o respeito de milhares de fãs e bandas por todo o mundo. 
O que é bem mais louvável, né?

domingo, 5 de setembro de 2010

Raw Power

O terceiro álbum dos Stooges "Raw Power" é um grande disco, e faltava na minha coleção.. faltava, porque ele chegou esses dias aqui em casa. O disco contém duas mixagens, a original de 73,  feita pelo David Bowie, e uma outra pelo próprio Iggy Pop, que saiu num relançamento do disco em 97, o qual eu tenho aqui comigo. Existe um grande debate em qual seria a melhor mixagem do disco. Bom, a do Iggy  dá mais destaque aos instrumentos que ficaram meio apagados na mixagem original, já a do Bowie não é tão estourada como a do Iggy... O fato é que o  disco mostra Iggy Pop e seus comparsas em sua melhor fase, com músicas como "Search and Destroy", "Gimme Danger" e "Raw Power" antes mesmo do termo punk nascer, no primeiro disco dos Ramones em 76. Alguns dizem que esse lance punk começou mesmo em Detroit, com os Stooges e o MC5 por volta de 68, mas na verdade foi em Tocoma WA, no primeiro álbum do Sonics em 65... 
Ah, mas isso é uma outra história... :)

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

100 anos de Timão

Hoje sem dúvida alguma é um grande dia para o futebol brasileiro, pois no dia 1º de setembro de 1910, cem anos atrás, nascia o todo poderoso Sport Club Corinthians Paulista. O nome foi inspirado no pequeno time de Londres, Corinthian FC, que excursionava pelo Brasil na época. 

Já nas décadas de 1920 e 1930 o Timão firmava-se como uma das equipes mais importantes de São Paulo, rivalizando com a Societá Sportiva Palestra Itália (futuro Palmeiras). Nos anos 50 o clube viveria uma de suas épocas mais gloriosas de todos os tempos,  arrematando Campeonatos Paulistas, Torneios Rio-São Paulo e a Pequena Taça do Mundo.

Na semifinal do Campeonato Brasileiro de 1976, cerca de 70 mil torcedores alvinegros viajaram para o Rio de Janeiro para assistir o duelo no Maracanã contra o Fluminense. Aquele momento acabou conhecido como "A invasão corintiana". A  vitória veio sobre o clube carioca nos pênaltis, após empate de 1 a 1 no tempo regulamentar. Porém na decisão do Brasileiro, o Internacional se sagrou campeão.

O ano de 1977 foi muito especial para o clube. A conquista do Campeonato Paulista, que se tornou um dos títulos mais inesquecíveis da história corintiana, pois representava o fim de quase 23 dolorosos anos sem ganhar competições oficiais, época que a torcida corintiana mais cresceu, se tornando a torcida gigantesca que é até hoje. Na última de três partidas, contra a Ponte Preta, o título veio com o gol de Basílio, no segundo tempo, no melhor estilo sofredor corintiano de ser.

No começo dos anos oitenta os resultados ruins em campo levaram a mudanças na diretoria, e os jogadores passaram a ter papel ativo nas decisões do clube. Tudo era resolvido pelo voto, das contratações ao local de concentração. O período ficou marcado como a "Democracia corintiana". As mudanças surtiram efeito. Em 1982, quando liderados pelos ídolos Sócrates, Casagrande, Biro-Biro e Zenon, o clube conquistou o Campeonato Paulista em cima do São Paulo. No ano seguinte, o Timão repetiria a final contra o rival e uma vez mais faturaria o torneio.

Em 1990 o Timão ganhou seu primeiro titulo Brasileiro, com um gol de Tupãzinho, um time razoável, mas com muita raça e jogadores como o meia Neto e o goleiro Ronaldo. Nessa década o clube conquistou a maior sequência de título da sua história, como o bicampeonato brasileiro de 1998 e 1999, e a maior conquista do clube: o Mundial de Clubes, em 2000, o primeiro organizado pela FIFA. A final foi contra o Vasco no Maracanã, decidida nos pênaltis.

Em 2005 o clube é mais uma vez campeão brasileiro após contratações milionárias do fundo de investimento MSI, grupo o qual foi também um dos grandes responsáveis pela queda do time para série B no Campeonato Brasileiro de 2007. Com o time na série B, o clube se reestruturou dentro e fora dos gramados, montando uma boa equipe, que voltou para a série A sendo campeã do torneio.

Em 2009, o clube acertou a contratação de Ronaldo, o fenômeno, que mesmo gordo levou nas costas o Campeonato Paulista invicto, e a Copa do Brasil para o Timão. Devido ao seu peso sofreu varias contusões e não conseguiu ter uma boa sequencia de jogos neste ano de 2010. 

A última surpresa veio poucos dias atrás, quando foi anunciado finalmente o tão aguardado estádio corintiano, que será entregue em 2013, para também ser o estádio de abertura da Copa de 2014, aqui no Brasil.

Principais títulos: Campeão Mundial de Clubes FiFA (2000). Pequena Taça do Mundo (1953)Tetracampeão Brasileiro (90, 98, 99 e 2005)Tricampeão Copa do Brasil (95, 02 e 09)Supercopa do Brasil (1991). Campeonato Estadual (26 vezes). Rio-SP (50, 53, 54, 66 e 2002). 

Tudo bem que os meus amigos são paulinos andam um pouco chateados com o Timão, afinal já fazem 10 jogos que não conseguem ganhar da gente.. mas isso é bobagem, hoje é dia de festa!:)

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Os nomes são assim, porque...

Nomes de bandas surgem em homenagens, coisas interessantes ou simplesmente em bobagens mesmo, como se pode ver nessa pequena lista abaixo... Não achamos um nome pra nossa ainda, na verdade não estamos muito preocupados com isso, e sim que ficamos sem um guitarrista, mas vamo que vamo, uma dia essa banda sai do papel haha
  • AC/DC: A irmã dos irmãos Young achou a sigla atrás de um aspirador de pó. Alternating Current / Direct Current, um indicativo de corrente contínua e alternada. 
  • Alice In Chains: Era pra ser uma paródia de Alice no País das Maravilhas. A idéia inicial (que nunca chegou a acontecer) era de tocarem covers do Slayer usando vestidos. Ahnn?
  • Beatles: O primeiro nome da banda foi "The Silver Beetles" (os besouros prateados), em homenagem à banda The Crickets (os grilos), de Buddy Holly. Mais tarde o nome foi reduzido pra apenas Beetles e a ortografia foi mudada para "Beatles", fazendo um trocadilho com a cultura Beat dos anos 50 e 60.
  • B. B. King: Abreviatura para Blues Boy King.
  • Cranberries: O nome original era Cranberry Saw Us, pra se entender Cranberry Sauce (molho da fruta cranberry). Depois eles enjoaram e ficou Cramberries mesmo. Seria essa a pior?
  • Judas Priest: Algo como o padre Judas. Nome tirado da canção "The Ballad of Frankie Lee and Judas Priest" de Bob Dylan.
  • Marilyn Manson: Juntou os nomes Marilyn Monroe e Charles Manson. Ok, Marilyn Monroe com um instinto assassino...
  • Radiohead: Tirado da música “Radio Head” do Talking Heads.
  • Ramones: Escolheram o nome depois de descobrirem que esse era o pseudônimo que Paul McCartney usava para se hospedar em hotéis.
  • Rolling Stones: O falecido guitarrista Brian Jones tirou o nome da banda na música "Rollin’ Stone" do Muddy Waters.
  • Sepultura: Tiraram duma música do Motorhead, "Dancing on Your Grave". 
  • Pennywise: Nome do palhaço no livro (que depois virou filme) "IT" do Stephen King. Opa, eu lembro desse filme!
  • Pearl Jam - Era uma geleia alucinógena que a vó do Eddie Vedder fazia. Será que eu acredito nisso?
  • Pink Floyd: A junção de dois nomes de cantores de blues dos EUA. Pink Anderson e Floyd Council.

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Eu gostava da MTV

Vendo alguns vídeos aqui na net lembrei que lá pros meus 15 anos ou menos eu achava a MTV uma coisa muito legal. Tinha programas bacanas como o Fúria, Gás Total, Lado B.. com muitos clipes. Eram mais clipes mesmo, entrevistas, esse tipo de coisa...
Ah, tinha o Teleguiado, que ligava na sua casa, e você podia escolher qualquer clipe da MTV. Isso era algo bem legal, pensando que não se tinha youtube na época... Hoje é fácil, tá a fim de ver um vídeo antigo, é só procurar na net... \o/


Agora eu não sei se eu gostava tanto da MTV porque ela era muito melhor naquela época, ou simplesmente porque eu estava em torno dos meus quinze anos.. porque a maior parte da programação de hoje na MTV é muito quinze-anos, não é? haha 
Estão sempre passando aqueles programas da MTV americana cheio de adolescentes problemas, universitários bêbados, desenhos estranhos... Quando passam alguma música, é sempre dessa turma maquiada, com cabelo de chapinha... 
Bem, eu gostava mais antes. Me entretia muito vendo vídeos de algumas bandas que hoje eu nem gosto tanto, mas que ainda trazem algo nostálgico sempre quando as escuto...

Aqui vão alguns vídeos que circulavam na programação nessa época...

quinta-feira, 29 de julho de 2010

No Buraco

Esses dias fiquei sabendo que o Tony Bellotto terminou de escrever mais um livro. Se chama "No Buraco" e vai sair pela Companhia das Letras como de costume, mas é só em Outubro ainda... É, não vai ser mais um Bellini, e também não vai ser um policial como os outros, mas mesmo assim me chamou atenção... Fala sobre as aventuras de um roqueiro cinquentão decadente que teve uma one-hit-band nos anos 80, da agitadíssima vida na estrada e de sua recente paixão por uma jovem coreana que conheceu em São Paulo, numa loja de discos de uma galeria do centro... Haha, parece legal:)
Abaixo (pra quem gosta de listas), uma amostrinha do manuscrito ainda não editado...


“Passo de vez em quando pelas lojas e sebos das galerias do centro. Apesar de não ser mais ligado à música, gosto de jogar conversa fora com músicos e gente que ainda cultua discos, de preferência velhos discos de vinil, daqueles que se pode admirar a capa e ler as letras no encarte sem o auxílio de óculos ou lentes de aumento. Gente que chama discos de álbuns e que discorre — e eventualmente discute até a morte — sobre os dez melhores discos de rock de todos os tempos. Elvis Presley (o primeiro do Elvis), Sargent Pepper’s Lonely Hearts Club Band, Exile on Main Street, Who’s Next?, Led Zeppellin IV, Are You Experienced?, Catch a Fire, London Calling, Appetite for Destruction e Nevermind, por exemplo, e essa não é sequer a minha lista. É uma lista hipotética, talvez política e cronologicamente correta demais para o meu gosto. Por exemplo: esqueci de incluir na lista Paranoid, do Black Sabbath, e isso seria motivo suficiente para que uma fatwa fosse decretada contra mim nos altos escalões das galerias roqueiras do centro de São Paulo. E nem sequer citei — heresia das heresias — o Never Mind The Bullocks, do Sex Pistols.”

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Churras de despedida do Hugo

Domingo agora rolou o churras de despedida do Hugo, que vai estudar nos EUA, em algum estado que neva muito e que eu não me lembro do nome agora... Acho que ele deve ir semana que vem já. A turma praticamente toda reunida lá na chácara, onde há quase 10 anos atrás teve o primeiro churras Estepel (jan, 2001!), não deixou barato e fez uma despedida com muita cerveja e rock n roll...  Então, melhor do que descrever a festa é dar uma olhada nesse vídeo abaixo ao som de "TV Party"... 
Tire suas próprias conclusões! haha 

domingo, 11 de julho de 2010

Rock em Londrina

Sabadão em casa.. depois de assistir a disputa de terceiro lugar da Copa, fui jogar bola na chácara. Depois ainda comi um delicioso carneiro por lá mesmo... 
A noite tinha uma festinha da MT3 no Cemitério de Automóveis, com um show dos Vermes do Limbo, banda de Londrina das antigas, radicada em Sampa.. caramba, imperdível! E ainda tinha uns amigos de fora que estavam na cidade, fui lá pra tomar uma cerveja com eles... (Aliás, que fim deu o Thomas que não apareceu por lá?)
Chegando lá já estava rolando a primeira banda, The Soundscapes, com um som indie, legal até.. depois teve The Clash, The Jam e até Dead Kennedys nos pick-ups com a Vanessa.. cool!
É, tinha bastante gente na festa, bastante amigos, música legal, cerveja gelada, do jeito que eu gosto... Lá pras duas entrou os Vermes do Limbo com o som único deles de apenas baixo e bateria que fez a galera chegar mais perto pra ver.. fiquei no aguardo pra escutar a 30-segundo-clássico-local, "Igapó/Lambari", que eu quase acabei perdendo, pois um pouco antes eu tava lá fora comprando fichas de cerveja... 
É isso aí.. tinha um pessoal ainda pra discotecar, mas logo depois que a banda acabou eu fui pra casa porque eu tinha que trabalhar no dia seguinte.. sim, eu trabalho aos domingos...

domingo, 4 de julho de 2010

Novas versões pra Rancid & Paul McCartney

Essa semana achei aqui na net duas versões legais e mais calminhas de músicas que eu gosto bastante. Não é o caso de dizer que uma versão é melhor que a outra, claro, mas sim de que as novas versões ficaram bem interessantes:)

A primeira vem da Europa, Your Kid Sister, que nada mais é do que uma garota cantando e tocando acordeon uma versão de "Poison" , música do Rancid, que na versão original é beeem diferente dessa aqui, como se pode ver mais abaixo...

A segunda e daqui do Brasil,  o Pato Fu. O próximo disco deles será um álbum só de covers, gravado com instrumentos de brinquedo(!). Essa versão do clássico "Live and let die" do Paul McCartney é uma amostra do disco e ficou bem legal haha

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Tchau Copa / Valentino

Acabou a Copa pro Brasil hoje. Não soubemos matar o jogo quando ele estava na nossa mão.. a Holanda jogou o necessário, e mereceu a classificação. Só me resta por a culpa no Mick Jagger, o cara mais pé frio que existe. Agora o mínimo que ele tem que fazer é levar o filhinho dele no estádio amanhã pra torcer pra Argentina.. ai ai,  não vou me estender mais nesse assunto...

Bom, ontem fui lá no Valentino. Fazia tempo já que eu não saia de casa pra ver algum show. Era de uma banda de Goiânia, Black Drawing Chalks. Ouvi dizer que a revista Rolling Stone classificou uma música deles como a melhor de 2009.. pensei, vamos conferir essa banda então. Chegando lá rolava uma discotecagem legal e logo começou a banda de abertura, Wolf Attack. Pelo que fiquei sabendo os caras são de Arapongas, e já tocam a algum tempo.. eu mesmo já ví alguns cartazes deles mas essa foi a primeira vez que fui a um show deles. Um som meio Stooges/MC5 com um vocal meio Lemmy Kilmister/Matt Freeman.. gostei dessa banda. Depois começou a Black Drawing Chalks. Deu pra ver que muita gente estava mesmo é esperando o show deles começar, e assim que começou o pessoal foi pra frente do palco... Os caras mandaram  bem,  num  hardrock com boa presença de palco, chacoalhando a cabeça e tudo.. deu pra ver que a banda era boa, apesar de não ter ficado até o fim, pois eu tava é mais preocupado em acordar bem no dia seguinte pra ver "o grande jogo" Brasil x Holanda...
Se eu soubesse! haha

domingo, 27 de junho de 2010

Começou as oitavas...

Começou as oitavas de final... Ontem no sábado vimos o Uruguai  mandando a Coreia do Sul pra casa, num jogo que a Coreia não jogou mal, mas falhou em muitos lances.. agora temos o Uruguai querendo voltar a ser grande no futebol.. e eu perdi um bolão nesse jogo. 
No mesmo dia, mais tarde, vimos os Estados Unidos serem despachados por Gana, logo eles que estavam com pinta de serem os grandes azarões dessa Copa... Não adiantou  nem a torcida do Bill Clinton e do Mick Jagger juntos no estádio.. acabaram perdendo muitos gols e estão fora também.

Hoje tivemos o jogo mais esperado dessas oitavas de final, Alemanha x Inglaterra. O English Team como eu previa não aguentou a pressão do time alemão. Tá, se o juiz não tivesse anulado  aquela bola que entrou, e  entrou muito, não foi pouca coisa não.. a história podia até ser outra, pois estava 2x1 ainda nessa hora.  Um lance muito parecido com o da final da Copa de 66, que o árbitro validou um gol da Inglaterra contra a mesma Alemanha, dizendo que a bola tinha entrado,  que de fato não tinha,  e a Inglaterra ganhou sua única Copa... 


Bem, voltando ao jogo, o resultado de 4x1 pra Alemanha foi bem merecido, mesmo com o erro do juiz. O líder dos Rolling Stones apareceu de novo no estádio, agora torcendo pro time inglês e mostrou que é pé frio mesmo... Mais um campeão mundial está fora dessa Copa.

Argentina x México, o último jogo de hoje, também foi um jogo muito esperado. O jogo começou movimentado e com o ex-corinthiano Tevez fazendo um gol impedido, que deixou o México perdido em campo. Na verdade perdido em campo ficou o zagueiro do México, o tal do Osório, que num lance bisonho entregou a bola de bandeja pro Higuaín fazer o segundo e deixar os hermanos bem tranquilos... Quando o Tevez acertou um chutaço no ângulo do goleiro mexicano eu vi que não dava pra torcer mais contra e que o 3x1 tava feito...

É isso aí.. amanhã tem Brazil x Chile!

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Primeira fase

Ok, hoje nós tivemos o fim da segunda rodada da primeira fase da Copa. Todos os países jogaram duas vezes, o que já deu pra ver que os times não estão essas coisas, e que a grande estrela da Copa tem tudo pra ser a Jabulani. Green, goleiro do English Team que o diga. Agora falta apenas um jogo pra encerrar essa fase, e finalmente irmos pro mata-mata. E logo nessa segunda fase devemos ter alguns grandes se matando, já que muitos deles não estão indo tão bem na primeira fase. Eu quero ver Brasil x Espanha agora já nas oitavas.

Ontem o jogo do Brasil deu pra dar uma animadinha. O Luis Fabiano deve ter feito o gol de mão mais bonito de todos os tempos numa Copa e o Kaká parecia estar voltando a jogar bem, se bem que no meio da pancadaria dos jogadores da Costa do Marfim sobrou pra ele ser expulso num lance que só o juiz viu.. pô, logo o Kaká, o cara é crente mano..  e agora vamos ter que jogar provavelmente com o Julio Batista no lugar dele contra Portugal... aff

A verdade é que até agora não tem ninguém jogando bem na Copa, digo, ninguém com cara de campeão.. parece até a Copa de 94 que não tinha nenhum time bom e o time mais retranqueiro levou a taça... 

Então vamos lá Dunga, temos grandes chances! 

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Filmes Nacionais

Dei uma pausa nos jogos da Copa, até porque esse começo não está muito animador, e assisti dois filmes nacionais bem legais, são eles, "É proibido fumar" e "Nossa vida não cabe num Opala".

Os dois filmes eu assisti pela internet, num site tipo youtube, você clica e já vai assistindo, chama FilmesMegaVideo. Comprei um cabo, liguei o computador na TV de casa e assisti um deles na telona:)
O primeiro tem o coolest Paulo Miklos, que assim como em "O Invasor", foi o destaque... A história a princípio parece uma comédia romântica boba, mas tem boa reviravolta com um assassinato, chantagem e um final surpreendente.
Já o segundo são quatro irmãos que depois da morte do pai, tentam pagar uma dívida deixada por ele, com o que melhor sabem, roubar Opalas, prática herdada do pai, ou lutando boxe...
 O filme é uma adaptação duma peça do londrinense Mário Bortolotto, que até aparece numa cena, eu vi! \o/


E eu estou no aguardo por melhores jogos nessa Copa!

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Nome pra banda

Apesar de já ter participado de algumas, nunca me dei conta o quão difícil é achar um nome legal pruma banda... Em 2003 montamos uma banda que chamava Negativos, bom.. o nome era adequado, eu acho, porque as músicas eram bem punks e tinha alguma coisa de Blind Pigs/Porcos Cegos, talvez pelos vocais do Coxinha  que se alternavam com os meus em boa parte das músicas e as letras um pouco sérias ou nem tanto, como no caso de "Rota do Medo", um som alá Dead Kennedys ou pra ficar aqui no Brasil mesmo, Mukeka Di Rato.

Logo depois montamos os Chernobils, que como eu já disse em um outro post, é um nome de uma bebida vendida no boteco do seu Miguel, em frente ao Albatroz. Como a gente bebia bastante isso na época, e tinhamos músicas falando em beber até cair, ressaca e mais não sei o que.. achamos que era um nome legal, ou pelo menos apropriado... Ah, sem falar que no ano passado juntei com um pessoal pra fazer umas versões pras músicas da dupla Roberto Carlos/Erasmo Carlos.. tava ficando pronto já, bem legal, estavamos procurando um nome, mas aí todo mundo desencanou e a banda acabou antes mesmo de começar, antes mesmo de ter um nome...

Enfim, agora pintou uma nova banda, os ensaios estão começando a fluir, as músicas estão bacanas... mas a gente não consegue achar um nome.. estamos escutando sugestões.. nomes como Calcanhar de Maracujá, Bola de Gude e Cometa Halley não foram bem aceitos pelo grupo... 
Então.. dá uma ajuda aí! haha

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Futebol, Timão, Copa...

Opa, estou eu aqui voltando a escrever sobre futebol. Depois da desastrosa prematura eliminação na Libertadores pelo Flamengo (nem pra ser eliminado por um time argentino ou uruguaio, sei lá..) o Timão está se reerguendo. Estamos 100% nesse começo de campeonato Brasileiro, ganhamos do Atlético Paranaense, Grêmio e Fluminense..nada mal hein, mas parando pra pensar, parece até o começo da Libertadores, onde o time terminou a primeira fase invicto e na hora do vamo vê mesmo pipocou.. tá, o time ainda tá jogando mal e assim não vai longe não, mas quem sabe nessa parada pra Copa o time não se acerta...



Falando em Copa, faltam poucos dias pra ela começar.. dia 15 o Brasil estréia contra a Coréia do Norte e lá vai eu colocar a minha camisa azul da Seleção da Copa de 98... Os dois primeiros jogos serão às 15:30 e o terceiro e último da primeira fase, às 11 horas, contra Portugal. Boa desculpa pra encerrar a jornada de trabalho mais cedo nesses dias :)
Sobre a convocação da Seleção Brasileira, acho que o Dunga acertou em não chamar o Adriano e errou não chamando o Ganso, o Neymar pode esperar a próxima copa.. de resto, é isso aí mesmo.. a segunda Era Dunga está aí (ou seria a terceira?), e o Brasil é favorito como sempre, se perder vai ser crucificado, se ganhar fez a obrigação.. ser técnico da Seleção Brasileira é assim mesmo... 
Ninguém tá falando nada do Nilmar, mas eu acho que ele é que vai comer a bola nessa Copa..o cara tá meio esquecido lá na Espanha, mas ele continua jogando tão bem quanto jogou no Timão em 2005/2006.

Ah, depois de ser filmado pela TV na banca comprando figurinhas do álbum da Copa, só me resta dizer que completei o álbum:) O Ronaldinho Gaúcho e o Adriano foram os que mais deram trabalho pra achar e nem vão pra Copa.. aff

sexta-feira, 21 de maio de 2010

EXILE ON MAIN ST

1971, com o rompimento dos Beatles no ano anterior, os Rolling Stones eram visto como a maior banda de rock em atividade. Em meio a tudo isso foram morar no sul da França, pra fugir dos altos impostos da Inglaterra. Lá gravaram um dos melhores discos de rock de todos os tempos, Exile On Main st (já citado na minha listinha de discos do Reino Unido em algum post aqui no blog), no porão dum casarão que Keith Richards teve como residência na época. Gravaram em meio a grandes festas, no melhor estilo sexo, drogas e rock n roll...
O disco não teve a pompa que outros disco dos Stones tiveram em seu lançamento, e parece não ser um dos discos favoritos de Mick Jagger, que na época não parecia muito animado, dizendo que o considerava sujo e amador.. pô, os melhores discos sempre são assim, não são?! Talvez por isso eles raramente tocam a primeira faixa do disco,  "Rocks Off", que é certamente uma das minhas favoritas de toda discografia da banda...
Enfim, tô escrevendo sobre esse disco porque esse mês está saindo uma edição comemorativa dele, com canções que ficaram de fora do disco original, fotos inéditas e um making-of... Em comemoração a isso, algumas bandas  tocaram versões pra músicas deste disco, no programa americano de talk-show, Late Night with Jimmy Fallon.. se interessar dá uma olhada no youtube, ficou legal até...
O vídeo aqui é uma das faixas extra desse relançamento,"Plundered My Soul". A música foi uma das muitas que por alguma razão ficaram de fora do lançamento original e agora aparecem nesse o relançamento. Assim como vídeo, a música é bem legal.. confira :)

terça-feira, 11 de maio de 2010

RUBEM FONSECA

Oww, hoje é aniversário do Rubem Fonseca, 85 anos! Não dá pra deixar de falar um pouquinho deste grande escritor, que é um dos meus favoritos :)
Olha só.. nos anos 50, antes de se dedicar exclusivamente a literatura ele foi policial no Rio de Janeiro, de lá tirou várias histórias de seus livros.. bom, se você gosta de livros policias, aqui no Brasil ele é O cara.. com muitos clássicos nas costas, tem um estilo seco e direto, a luxúria e a violência urbana estão sempre a tona, dando vida a personagens muito legais que passeiam entre o submundo e a alta sociedade. 
Ganhou muitos  prêmios literários e também como roteirista de cinema. Algum de seus livros viraram filmes  como "A Grande Arte" e "Bufo & Spallanzani", e também séries de TV como "Agosto", que fala sobre conspirações que levaram o suicídio de Getúlio Vargas e "Mandrake", um de seus mais notórios personagens, o advogado criminalista especializado em resolver casos de chantagem e extorsão, baseado em seus livros "A Grande Arte" e "Mandrake, a Bíblia e a Bengala". Ah,  e tem o Tony Bellotto (sim, o cara dos Titãs, os livros dele são muuito bons..) como co-roterista. Não preciso nem dizer que eu altamente recomendo esse seriado, apesar de não ser muito fã de seriados em geral...

Aqui vai um trechinho do conto Os Anjos das Marquises que está no livro "A Confraria dos Espadas".

Paiva continuava acordando cedo, como fez os trinta anos que trabalhou sem parar. Poderia continuar trabalhando mais algum tempo, mas já ganhara muito dinheiro e pretendia viajar com a mulher, Leila, para conhecer o mundo enquanto ainda  tinha saúde e vitalidade. Um mês depois da aposentadoria as passagens áreas foram compradas. Mas a mulher morreu de um mal súbito antes da viagem, deixando Paiva solitário e sem planos para o futuro.
Habituado a acordar cedo, passou a passear por Copacabana e, sem nunca ter sido religioso não frequentava igreja, recebera um convite pra ser maçom, mas declinou-o, não fez amigos no trabalho. Num desses seus passeios matinais viu um homem e uma mulher ajudarem um mendigo, dirigiu-se a senhora e perguntou o que faziam. Ela respondeu que era um trabalho voluntário. Perguntou se podia ajudar e deixou seu número de telefone, quase chegou a dizer que tinha dinheiro.
Esperou em casa ansioso o telefonema, sem resultado.
Uma semana depois reencontrou os anjos das marquises. Ao aborda-los novamente agora foi o homem que falou com Paiva, e ao saber do seu interesse em ajudar pediu que deixasse o telefone, pois combinariam de vir busca-lo de carro a fim que conhecesse a sede da instituição; assim foi feito.
Ao chegar na casa de subúrbio bem limpa e arrumada, entraram os três, atravessada a sala entraram numa sala de centro cirúrgico, antes que Paiva esboçasse uma palavra, dois enfermeiros fortes aplicam-lhe uma injeção que o faz dormir.
Arrancam-lhe os pulmões, o motoboy já está na portaria pra receber a encomenda, agora irão lhe retira os rins. 

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Se o Papa é Pop, Deus é Punk, Jesus era Hippie e o Diabo o Pai do Rock

Achei na net, bem legal esse texto!

Jesus era filho de pais separados. Aquela coisa né, criado pela mãe, playstation na sala, mas o pai sempre aparecia nos fins de semana. Nasceu dum namoro relâmpago entre o então estudante de engenharia civil e a garçonete de bar. Quando o moleque foi crescendo, as dificuldades e a precocidade do casal puseram fim à relação. Jesus não se parecia com o pai, e pairavam mesmo umas dúvidas por parte dos parentes de José. É que os dois são muito diferentes na fisionomia. A mãe nunca foi questionada sobre a paternidade, mas com seu humor peculiar, responderia a questão;
_ Lógico que é de José, eu era virgem porra, de quem seria o filho, do Espírito Santo?
Mas José é moreno, e Jesus tem olhos claros e é loiro.
Vai saber né...
Agora com 20 anos, Jesus tem uma banda bicho grilo enorme, com uma galera que
só quer saber de fumar maconha, beber vinho e tocar violão. Certa vez tomaram tanto ácido, que ficaram 40 dias psicodelizando no campo, tendo visões e mais visões.
A namoradinha de Jesus, Mary Lena é daquelas fanzocas de músicos de bandas que não pode ver um cabeludo barbudo, e já pulam no pescoço.
Jesus curte muito um roqueiro antigo, Abraão, que morreu na década de 70, sufocado pelo próprio vômito, depois de cheirar e tomar todas, com apenas 270 anos.
Ainda nem tinham o nome de JC e seu Bando, quando um empresário muito esperto, percebendo o talento e o carisma do grupo, e a possibilidade de sucesso e grana no bolso, pintou na área.
_ Rapaziada, vocês estão feitos, prontos pra explodir nas paradas, da Babylonia a Jerusalém.
Venham comigo que vou fazer vocês grandes. Confiem em mim. Muito prazer, meu nome é Judas Escariotes. Assim começou a carreira ("cafunga") de Jesus, seu primeiro hit foi "Eu sou o caminho...".
O Papa fazia um som pop mela-cueca, bem "fácil", participava de programas de auditório e cantava no playback. Saía na capa das revistas da moda, e comia as dondocas de TV. Fazia campanhas publicitárias milionárias e vendia sua imagem de bom mocinho. A banda do Papa teve um outro vocalista, até um tempo atrás, o bom e velho Jonhy Paul, muito adorado pelos fãs. Quando ele morreu foi uma via crucis ao seu enterro, e ainda hoje os fãs se dividem entre a obra do antigo e do novo vocalista. Mas a gravadora esperta, numa fantástica jogada de marketing, não querendo perder a galinha dos ovos de ouro e os dólares no bolso, lançou um concurso em um programa de TV dominical, para escolher o substituto. Pela Internet a votação bateu recorde de acesso, e foi fechado na figura de Chick Bent, um descendente de alemães de olhinhos azuis, e esperto na dança da pélvis. Em algumas biografias não autorizadas, autores afirmam que Jonhy Paul foi morto pela CIA, assim como Kennedy, Morisson, Lennon e Abelardo Barbosa, o Chacrinha.
Deus vivia no ABC Paulista e mesmo já bem coroa, ainda ostentava nas ruas a moda punk, coturno, camisetas rasgadas, alfinetes nos mamilos e um moicano meio ralo. Não perdia a oportunidade de dizer, quando havia possibilidade, com a propriedade que só ele tinha;
_ It's no future. Deus not's dead.
Afirmava ainda, orgulhoso, ter inspirado uma das melhores músicas do Sex Pistols, mesmo nunca tendo conhecido pessoalmente a Rainha.
O Diabo gerenciava uma boate barra pesada, o Hell's Club, e dizia ter sido amicíssimo de Elvis, em sua fase final, gorducho e entupido de pílulas. Quando o Rei morreu, sentadão na privada foi o Diabo que puxou a descarga. Suas preferências musicais e influências vinham do blues e do Rock dos anos 50 e 60; Robert Johnson, Muddy Waters, Carl Perkins, Stones, Cream e toda essa turma. Sua indumentária básica incluía quase sempre, brilhantina e jaqueta de couro. As melhores bandas, tanto as já estabelecidas, quanto as iniciantes passavam pelos palcos do Hell's, e tanto Jesus, quanto Deus eram figuras fáceis nas festas. O Papa pintava às vezes, mas diferente de Deus, que cuspia no chão ao entrar, este já fazia um disfarçado sinal da cruz. "Carolinha," dizia o Diabo, fumando um cachimbo legalizado. Entre os ilustres freqüentadores do Hell's Club, circulavam, Keith Richards e o Rabino Henry Sobell, que como vários outros, bebiam de graça. Suas alminhas já haviam pago os tragos.